A EXPOCOM será o primeiro congresso no ano, que ainda contará com INTERCOM, SBPJor e o evento estudantil ENECOM, estes ainda sem divulgação de logística e datas.


Congressos acadêmicos são oportunidades para projetos e estudos, qualificando o estudante que busca de desenvolver seu currículo. Em 2020 com o contexto pandêmico, grandes aglomerações foram impossibilitadas de acontecer. Porém, logo os eventos se adaptaram ao modo síncrono para realização. Foi o caso da INTERCOM 2020, sediada na Universidade Federal da Bahia (UFBA) em dezembro e o SBPJor, que aconteceu entre outubro e novembro do mesmo ano. Prosseguindo com encontros acadêmicos a distância, possibilitando estudantes e profissionais apresentarem seus estudos científicos.

Em 2021, o calendário de eventos acadêmicos irá prosseguir, mesmo que ainda em realidade pandêmica. Iniciando com EXPOCOM, um dos diversos congressos acadêmicos da área de comunicação. Suas inscrições iniciam-se em abril e o evento acontecerá de forma síncrona, em julho, assim anunciado em edital lançado no Portal INTERCOM. Confira as datas de cada região e prazos para submissão. Será o primeiro congresso no ano, que ainda contará com outros, como INTERCOM, SBPJor e o evento estudantil ENECOM, estes ainda sem divulgação de logística e datas.

Fonte: www.intercom.org

O estudante de jornalismo Samuel Carvalho, que esteve na INTERCOM 2019, conta sua experiência em eventos acadêmicos. “Participar de congressos nos permite enxergar um leque de possibilidades dentro do academicismo, já que entramos em contato com estudos de diferentes realidades.”. O contato com diferentes estudos e abordagens também é citado como um dos pontos positivos da participação de alunos em congressos pelo Professor de jornalismo Adilson Nóbrega, que complementa “É bom para estudantes, que acrescentam as participações em eventos nos seus currículos. Ganham também o curso e nosso Centro Universitário, cujos produtos e pesquisas ganham visibilidade e reconhecimento”.

Congressos acadêmicos podem ser mais que elaborar artigos, submetê-los e apresentá-los, é uma oportunidade de entrar em um novo universo dentro de uma graduação. Agregar valor tanto a sua formação quanto ao seu futuro profissional. Além de valorizar a categoria de comunicação como um todo, assim finaliza o Professor Adilson. “Ganha o Jornalismo que, com uma maior quantidade de pessoas produzindo Ciência e conhecimento, gerando debates e reflexões, também se fortalece enquanto área de conhecimento”, destaca.

 Lara Alves
Estagiária do Projeto Agência Jr de Jornalismo do UNINTA