Um dos novos métodos utilizados pelo projeto depende da ferramenta  meet, que permite as aulas síncronas e de forma on-line. No ano de 2021 as atividades possuem um novo foco, que é auxiliar na preparação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e a novidade é a participação dos curso de Serviço Social ele de Medicina, tanto da Universidade Federal do Ceará, como do Uninta. a chegada destes cursos servirá para que seja trabalhada a saúde mental dos alunos das escolas.
O projeto foi desenvolvido pela professora do curso de jornalismo, Me. Liliane Luz, em parceria com o professor da rede pública de ensino, José Uchôa.

Com o intuito de poder fazer com que os alunos de escolas de tempo integral tenham acesso a outras informações e se aproximem da universidade, o curso de Jornalismo do Centro Universitário Inta (UNINTA) reiniciou o Projeto de Extensão em Educomunicação. Criado no ano de 2018, a primeira turma aconteceu na escola EEMTI Pref. José Euclides (Cirão) e hoje está presente em também na Escola Estadual Dom José Tupinambá da Frota e na Escola EEMTI Monsenhor Gerardo, em Sobral.

O projeto foi inicialmente desenvolvido pela professora do curso de jornalismo, Ma. Liliane Luz, em parceria com o professor da rede pública de ensino, José Uchôa. Após um breve hiato devido a pandemia, o projeto agora retorna utilizando novas ferramentas e com caráter multidisciplinar.

Um dos novos métodos utilizados pelo projeto depende da ferramenta  meet, que permite as aulas síncronas e de forma on-line. No ano de 2021 as atividades possuem um novo foco, que é auxiliar na preparação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e a novidade é a participação dos curso de Serviço Social ele de Medicina, tanto da Universidade Federal do Ceará, como do Uninta. A chegada destes cursos servirá para que seja trabalhada a saúde mental dos alunos das escolas.

O intuito é fazer com que os alunos de escolas de tempo integral tenham acesso a outras informações e se aproximem da universidade

Segundo a professora Me. Liliane Luz, ela se diz super animada com o retorno desse projeto. “Ele é de suma importância para os alunos das escolas públicas e do nosso curso. Trocar conhecimentos é uma forma de crescimento pessoal e profissional. Isso pra mim é uma das coisas mais importantes”, afirma a professora do UNINTA.

Para o Professor José Uchôa, a essência desse projeto é o aluno compreender que ele tem uma segunda escola e que isto é importante para o seu crescimento, mesmo em situações delicadas como a Pandemia.”Podemos sonhar por uma escolha melhor e que independente de onde a gente esteja podemos contribuir, ou pelo ou menos fazer parte dessa construção. O estudante também deve entender que nós professores da educação básica somos em partes responsáveis pelo sucesso dos nossos alunos”, destacou, 


Maria de Fátima Sousa do Monte
Estagiária do Projeto Agência Jr de Jornalismo do UNINTA