atividades de apoio e iniciativas para auxiliar quem está precisando de uma força são fomentadas pela instituição
atividades de apoio e iniciativas para auxiliar quem está precisando de uma força são fomentadas pela instituição
Atividades de apoio e iniciativas para auxiliar quem está precisando de uma força são fomentadas pela instituição

Dentre os desafios enfrentados neste período de pandemia, a construção de uma nova rotina de estudos e o uso de plataformas aparecem como algo comum aos estudantes do Centro Universitário Inta (UNINTA). Pensando nisso, atividades de apoio e iniciativas para auxiliar quem está precisando de uma força são fomentadas pela instituição. A última ação neste sentido foi uma live acadêmica que teve como tema “Automotivação para os estudos em tempos de pandemia”.

O evento foi uma realização do setor da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação- PRODEG, em parceria com o Serviço de Acompanhamento ao Discente – SEAD, juntamente com a Clínica de Psicopedagogia. A live contou com a participação da Prof. Graça de Morais e Silva, Pedagoga, Psicopedagoga e Psicanalista e da Prof. Léa Barbosa de Sousa, Pedagoga e Psicopedagoga. A palestra foi aberta ao publico e os participantes tinham direito a certificado de participação. 

Outra ação permanente ofertada aos estudantes e colaboradores é o apoio do Núcleo de Atendimento e Práticas Integradas do UNINTA (NAPI), que disponibiliza atendimento psicopedagógico e psicológico. A coordenadora do NAPI, professora Angela Maria Albuquerque, afirmou que a pandemia mudou completamente o cotidiano de professores e alunos, além da forma do trabalho desenvolvido. “A principal solução para as problemáticas enfrentadas é entender a finalidade e utilidade da situação questionada pelo aluno”, coloca.

Dentre os principais desafios enfrentados pelos estudantes nesse período as dificuldades de atenção, concentração e foco.
Dentre os principais desafios enfrentados pelos estudantes nesse período as dificuldades de atenção, concentração e foco.

Além do NAPI, os alunos tem acesso aos atendimentos da Clinica de Psicopedagogia, onde possuem o acompanhamento de neurologista, psicólogo, psiquiatra ou nutricionista conforme a necessidade individual. Segundo a coordenadora da Clínica,  a Psicopedagoga Ma. Léa Barbosa, os principais desafios enfrentados pelos estudantes nesse período se referem as dificuldades de atenção, concentração e foco.

A coordenadora ressaltou que os alunos são orientados a não desistir e conversar com os profissionais do UNINTA. “Realizamos um acompanhamento semanal, onde professores e estudantes dialogam e assim, os atendimentos são realizados cumprindo as normas da instituição e as medidas de segurança para melhor acolher e acompanhar os estudantes”. A pedagoga ainda destaca que este momento é passageiro e também está repleto de novas oportunidades. 

Segundo Talles Menezes, estudante do curso de Jornalismo presencial, a pandemia também trouxe novos hábitos. “As aulas síncronas tem ajudado muito no sentido de promover um ensino continuado, além de poder participar de palestras em salas virtuais com profissionais que tornam o ensino mais satisfatório e motivacional”. Já para o estudante Francisco Henrique Moreira, do curso de Ciências Contábeis de a Ensino a Distância do UNINTA (EAD), a adaptação foi bem recebida. “Como sou do EAD não tive muitos desafios ou adaptações bruscas, diferente do pessoal do presencial, que teve que mudar completamente a rotina de estudo”.

Para entrar em contato com a Clínica de Psicopedagogia do UNINTA, os interessados podem enviar e-mail para [email protected] ou ligar para (88) 99420.7384 e (88) 9985.1300. Os atendimentos são gratuitos, também de forma virtual e disponíveis aos estudantes de segunda à sexta-feira.  O contato do Núcleo de Atendimento e Práticas Integradas do UNINTA  é (88) 99834 2000, também de segunda à sexta-feira.

Maria Mirelle Pereira de Siqueira
Estudante do curso de Jornalismo do UNINTA
e participante do projeto Agência Júnior de Jornalismo